Pela segunda vez: BOXBRAIDS!

Pela segunda vez: BOXBRAIDS!

Resultado de imagem para beyonce box braidsContei pra vocês minha experiência com as Boxbraids no início do ano. Foi incrível, mas como mamãe de tranças de primeira viagem, fiz muitas besteiras. Agora escrevo novamente com o cabelo todo trançado. Isso mesmo, ao contrário da outra vez, vos escrevo com o penteado ainda de pé, passando da sua segunda semana – UHULL!!!

E porque tanta comemoração? Da última vez, arrisquei entrar na água do mar e de piscina por sete dias, não levei secador pra viagem, não dormi com touca ou fronhas de cetim, me desesperei com o frizz e tirei com exatos 16 dias de tranças.

bruna1.jpg

Agora em agosto, me surgiu a vontade de mudar, logo depois do meu aniversário. Foi meu presente pra mim mesma. Fui em um novo salão, o Iporinche, salão especializado em beleza negra, na Tijuca -RJ. Adorei o ambiente, fui super bem tratada desde a primeira ligação e agendamento.

Lá, a trancista me sugeriu tranças mais grossas e uma cor linda para mesclar, é tipo um vinho. Eu gostei muito do resultado, no começo achei meio grossa demais, mas me acostumei e acho que segurou mais meu cabelo nesses quinze dias.

Agora sigo um ritual que se fosse relacionado à comida, vocês poderiam até chamar de “gourmet“. Hahaha Cada um cuida como achar melhor e eu me sento melhor cuidando assim. A foto abaixo mostra como ele está hoje e como estava na primeira vez que botei trança, com mesmo tempo (16 dias) cada foto.

bruna.jpg

Cuidados: Lavo de 4 em 4 ou 5 em 5 dias. Coloco um pouco de shampoo no borrifador, misturo com bastante água e vou borrifando na cabeça. Depois enxáguo tirando tudo e sem passar condicionador. Coloco uma toalha por um bom tempo, depois deixo ele secar livremente.
Não uso cremes, as vezes uso tônico de alho para segurar a oleosidade. Durmo com fronha de cetim para conter o frizz. Prendo poucas vezes no alto da cabeça, pra não desmanchar ou puxar muito na frente.

O saldo é positivo: estou firme e forte. Porém a saudade é grande: quero meu black de voltaaaa! Por isso, devo tirar no dia 01 de setembro. Coloquei no dia 28 de julho. Mal vejo a hora de olhar meu black ❤

É isso, dúvidas ou sugestões me conta nos comentários!

bjs,

Bruna Dias

Anúncios
Como usar Box Braids

Como usar Box Braids

A primeira pergunta que eu faço a mim mesma é: por que coloquei Box Braids? Explico que fui influenciada por várias outras pessoas próximas, e não tão próximas, que já colocaram. A verdade é que eu não curtia muito as tranças antes da transição capilar. Coloquei, amei, odiei, em alguns dias apenas suportei, tirei e continuo querendo colocar de novo. Eu quis usar pela experiência, de me olhar no espelho com um novo penteado e sentir a força que ele poderia me despertar. Algumas palavras-chave que separei para contar como foi tudo isso:

O processo: Algumas pessoas sentem dor de cabeça, eu não senti. Tomei um remédio antes de ir. Saí do salão com a cabeça pesada, mas nada insuportável.

Duração: Demora, viu?! Fiquei umas 6hrs colocando as tranças.

Praticidade: Com as tranças você apenas acorda-levanta, sem precisar fazer NADA no cabelo.

Comprimento: Foi bom relembrar cabelo grande. Cada trança é feita num quadradinho, individualmente, bem perto da raiz, adicionando o cabelo sintético para dar o comprimento. O material utilizado no meu foi o Jumbo, dizem que é mais leve que o Kanekalon. Para chegar na cor do meu cabelo, foram misturados dois tons: preto e castanho escuro (eu amei isso, as meninas do salão são realmente profissas!).

 

Poder: Sim, estranho, mas aquelas tranças trazem um poder, uma representatividade diferente até do black power.

WhatsApp Image 2018-02-04 at 12.49.32Caos: Eu me senti num completo caos quando meu cabelo começou a se soltar das trancinhas. O frizz me incomodava mais do que tudo. Cortei algumas pontas do meu próprio cabelo, até ver que não ia adiantar. Dai a Jéssica Lindoso (@jess_lindoso) me deu uma dica muito boa: usar ligas (aqueles elástico pequenos finos) para amarrar o cabelo na trança. Genial! Fiquei alguns dias super ok.

Calor / couro cabeludo oleoso / adaptação ao material: Terrível, queria lavar toda hora e lavei umas três vezes em menos de duas semanas. Isso foi ruim, porque quanto mais lava, mais o cabelo solta. Minha cabeça coçava sem parar! A Ana Rosa (@eu_anarosa) me indicou usar o Tônico de Alho, pra segurar as lavagens por mais tempo. Também deu certo. Ahh, eu só lavava com shampoo, nada de condicionador, nada de cronograma. Tirar o shampoo já era difícil, imagina tacar cremes no cabelo? Acumula resíduos e pode até fazer o cabelo mofar. Senti falta de testar cremes hehehe .

Verão: Achei possível ir para piscina, praia, sol, sal… enfim, seria possível se eu não fosse tão impulsiva com meu cabelo. Vi várias meninas de trança, de boa, molhando cabelo só às vezes. Quanto mais lava, mais o cabelo escorrega e se solta. E eu querendo molhar todo dia, só falava e pensava nisso… Deu ruim pra mim, não aguentei e tirei sozinha na viagem mesmo.

O prazo para ajuste das tranças é de 45 dias. Eu tirei com menos de um mês…Mas estou super feliz! Agora recomecei o cronograma porque meus cachos sofreram com calor e praia. Bem-vindo de volta meu Black!

Depois conto mais sobre pós-box braids aqui.

Ah, coloquei as tranças no Gente Bonita Cabeleireiro (https://www.facebook.com/GenteBonitaCabeleireiroAfro/), elas são maravilhosas!

Beijos, Bruna Dias

Ensaio Fotográfico com Ana Rosa – um reencontro  

Ensaio Fotográfico com Ana Rosa – um reencontro  

Recentemente, fiz um ensaio fotográfico com uma colega, a Ana Rosa. Não foi a única vez, ela foi a primeira pessoa que minhas lentes fotografaram nesse formato de ensaio, em 2013.

As fotos desse ano foram ainda mais especiais: Ana colocou tranças no cabelo e acho que o principal motivo para fotografá-la foi mostrar que ela é incrível, com cabelos encaracolados, trançados ou de qualquer outra forma.

Eu estava em transição capilar e ainda não tinha feito nenhum corte significativo no cabelo, mas a primeira coisa que ela me disse foi: “Seu cabelo está lindo!”.  Foi um reencontro. Ficamos um bom tempo tirando fotos e conversando sobre tranças, cachos, relacionamentos preconceito e roupas estilosas. Colocamos o papo em dia, sentadas no chão do Instituto Moreira Salles – demais, né? hahaha .  Um dia muito incrível, um dos ensaios mais poderosos e bonitos que já fiz.

Tenho vontade de colocar tranças, ajudam no crescimento do cabelo e matam aquela saudade do longo. Mas ainda não decidi! Falo mais sobre isso em breve 😉

Dedico este post a você, Ana! Que esteve sempre disponível para esclarecer dúvidas e conversar sobre transição (apesar de não ter passado por ela) ou qualquer outro assunto sobre força negra, resistência, feminismo.  Obrigada por existir como é! ❤

Modelo: Ana Rosa / Quem quiser pode seguir e conferir as dicas da Ana sobre tranças, cabelos cacheados e MUITO estilo: @eu_anarosa

Algumas fotos: 

Este slideshow necessita de JavaScript.