Minuto em Dia: Skala Cosméticos

Minuto em Dia: Skala Cosméticos

skalaOii, gente! Vim falar do primeiro produto da SKALA que eu comprei! Estava no Saara e vi uma loja de cosméticos com cremes em promoção, bati os olhos e alguns eram da Skala 😍 Comprei o Coquetel de Frutas, para hidratação.
O creme é condicionante, a marca diz que nutre e dá brilho e reparação total aos fios. “Cabelos leves, hidratados e sedosos”.
Fui testar, claro. Não comprei propriamente em promoção, foi uns R$ 12, em muitos

lugares é R$ 7 e pouco. Mas como eu nunca tinha encontrado, resolvi comprar. Vi muitas meninas dizendo que o creme é muito bom para misturinhas. Achei aparência, textura e cheiro MUITO parecidos com as máscaras da Kanechom.

bruna

Baratinho do bem
Meu cabelo ficou macio e cacheado na primeira aplicação pura do produto💓
Ah, contem Petrolato, não é liberado.
Ainda to na meta de achar a maionese da Skala, dizem que é maravilhosa!!!
Bjs, Bruna Dias
Anúncios
Você sabe o que é Co-Wash?

Você sabe o que é Co-Wash?

BOXBRAIDS.png

Voltei, agora pra ficar! Fiquei um tempo afastada do blog, de mal com meu cabelo. Mas, ainda bem que tudo passa, não é mesmo?! Cá estou eu. O motivo da DR foi a secura. Meu cabelo resolveu tornar nossa relação áspera. Sem conversa, eu podia passar o que fosse, hidratação daqui, nutrição de lá. Algumas pessoas me disseram que a gente precisava de uma reestruturação capilar. Fizemos o teste de porosidade: cara, só podia ser isso! Olha, tentamos, mas ainda assim não deu muito certo.  Eu queria me separar. Eu queria cachos definidos.

Eis que lendo e relendo vimos uma técnica que poderia ser a solução dos problemas: o Co-Wash existe e taí pra ser feito. Vou testar por um mês e mostrar os resultados. Mas afinal, como isso funciona?

Resumindo, o Co-Wash é uma técnica em que não se usa shampoo para lavar o cabelo. Pode parecer bem estranho, porque a sempre cresce aprendendo que o shampoo é o que limpa os fios. Na verdade, no Co-Wash quem vai limpar o cabelo será o condicionador. Isso porque os shampoos tradicionais que a gente usa têm algumas substâncias que ressecam muito o cabelo, como o sulfato.

É só imaginar que o shampoo limpa tanto, tanto, que tira a oleosidade natural do cabelo!

Resultado de imagem para omg gif

Minha luta: Sou neurótica com lavagem, sempre que posso lavo. Daí vira uma guerra. cabelo resseca com o shampoo, produz mais oleosidade e em menos tempo eu já tenho vontade de lavar de novo!

Mas e esse condicionador aí? Vai lavar?

Sim. O condicionar vai fazer uma limpeza não tão agressiva, então não vai retirar a oleosidade natural do cabelo. O resultado é que os fios não ficam ressecados e os cachos ficam mais definidos, com menos frizz.

Pode dar ruim? Sim!

Não vai ser qualquer condicionador que vai limpar o cabelo. A gente sabe como fica quando passa só condicionador, acaba acumulando oleosidade. O condicionador não pode ter petrolatos (parafina ou óleo mineral), nem silicone.  Os produtos liberados normalmente tem indicação na embalagem, mas vale ler o rótulo também, até pra saber se eles possuem agente limpante.

Eu ainda não testei, então pedi ajuda pras experts no assunto. De acordo com o blog Mulheres Divando, por exemplo, essa técnica não é tão indicada pro pessoal que tem a raiz oleosa, ou alguma doença tipo seborreia, porque o condicionar na raiz pode piorar a oleosidade. O indicado é usar um shampoo (de preferência livre das substâncias “ruins”). Eu gosto muito do shampoo low poo Cachos Sim, da Haskell. A Arylle Barros do @cacheiamiss e a Mafê Souza @souzamafe não se deram bem com a técnica porque sentem a oleosidade pesar 😦

Como lavar:  Na hora de lavar, vai só o condicionador mesmo: molha o cabelo por um tempo, deixa bem molhado, depois passa condicionador para co-wash e não precisa esfregar. Enxágue. Se precisar, pode utilizar outro condicionador diferente para fechar as cutículas, se você sentir que ficou seco. Se achar que ficou oleoso, talvez seja legal usar um shampoo liberado na raiz e ir se adaptando. Eventualmente a oleosidade vai pesar e talvez tenha necessidade de usar um shampoo normal. O importante é ir diminuindo a quantidade de substâncias que ressecam o cabelo.

Vou testar o condicionador Co-Wash da Bio Extratus e digo como senti a primeira lavagem. É isso, vamos ver se recupero essa relação!

Um beijo, Bruna  

Minuto em dia: Cabelo cai mais na transição

Minuto em dia: Cabelo cai mais na transição

blog

Da série “parece estranho, mas é normal”: o cabelo cai mais na transição capilar. Quem está ou passou por esse processo deve ter percebido o chão do banheiro cheio de fios de cabelo. Ainda que isso seja assustador, principalmente neste momento em que tudo que queremos é que o cabelo cresça e cacheie o mais rápido possível, não há motivos para se preocupar. Se você reparar, o cabelo não está caindo, ele está quebrando!

Claro que eu li sobre isso em vários sites, depois de me descabelar de nervoso. Uma dica é dar uma olhada no manual da transição capilar , do site Desventuras de uma cacheada.

Entendendo melhor: o que acontece na maioria das vezes é que o cabelo quebra na divisão entre o cabelo natural (fios novos) e o alisado (parte do fio com química). Isso ocorre porque nosso cabelo “novo” é divo naturalmente! Mais forte e resistente, fragilizando a parte que já sofreu muito com químicas.

Algumas saídas para amenizar a quebra:

Evitar pentear o cabelo seco – Pentear o cabelo seco pode quebrar os nós que se formam nos nossos fios. Na hora de pentear o ideal é dividir o cabelo em partes para desembaraçar

Evitar penteados apertados – Esses penteados tipo rabo de cavalo podem esticar demais os fios ou marcá-los em alguns lugares, fazendo com que quebrem

Seguir o cronograma capilar – O cronograma capilar, a rotina de cuidados e o uso de produtos adequados para cada tipo de cabelo ajudam fortalecer os fios, evitando quebra ou queda.

E ai, como tá sua transição?!

Inspirações e Fontes: Desventuras de uma cacheada + Maquiada e Cacheada 

Um beijo, Bruna

Montando o Cronograma! – Parte 2

Montando o Cronograma! – Parte 2

montando cronograma
Photo: Getty Images

No último post falamos sobre o Cronograma Capilar. Foi só a primeira parte! Agora que sabemos para que serve cada tratamento, vamos montar o nosso cronograma. O ideal é preparar uma rotina para 30 dias, com intervalo de 48hrs para cada etapa.

  1. Primeiro temos que levar em consideração o estado do seu cabelo:
  • Sem brilho e sem maciez – precisa de Hidratação
  • Opaco e com pontas duplas – Nutrição
  • Quebradiços, elásticos e com frizz – Reconstrução
  1. Montar o calendário por semana:

Para cabelos saudáveis

Se o cabelo está saudável, não precisa fazer reconstrução por muitas vezes (lembra que excesso pode prejudicar). Então o cronograma para esse tipo de cabelo privilegia a hidratação.

Cronograma Capilar (2)
Esse é o chamado cronograma “oficial”
  • 1ª Semana: 1 Hidratação + 1 Nutrição
  • 2ª Semana:1 Hidratação + 1 Hidratação
  • 3ª Semana: 1 Hidratação + 1 Nutrição
  • 4ª Semana: 1 Hidratação + 1 Reconstrução

Para cabelos levemente danificados

Aqui você pode intercalar entre hidratação e nutrição.  Bom para cabelos que estão opacos, ressecados, mas ainda não apresentam queda ou muita elasticidade.

  • 1ª Semana: 1 Hidratação + 1 Nutrição
  • 2ª Semana:1 Hidratação + 1 Nutrição
  • 3ª Semana: 1 Hidratação + 1 Reconstrução
  • 4ª Semana: 1 Hidratação + 1 Nutrição

 Para cabelos muito danificados

Não precisa nem dizer. É aquele estado que estamos passando mal com o nosso cabelo: frizz, elasticidade, quebra 😦 Precisa de reconstrução mais de uma vez no mês, respeitando o conselho de não abusar.

  •  1ª Semana: 1 Hidratação + 1 Nutrição + 1 Reconstrução
  • 2ª Semana:1 Nutrição + 1 Hidratação +Nutrição
  • 3ª Semana: 1 Hidratação + 1 Nutrição + 1 Reconstrução
  • 4ª Semana: 1 Hidratação + 1 Hidratação + 1 Nutrição

Qual eu uso: Eu intercalo o cronograma. Alguns meses uso o primeiro, outros o segundo. Depende de como percebo os fios. Em breve vou falar sobre quais produtos eu indico para cada etapa. Adianto um post muito interessante do #todecacho, sobre o cronograma. Lá eles especificam os componentes que os produtos de cada etapa devem ter. Vale conferir 😉

Beijos! Bruna Dias

Cronograma capilar  – Parte 1

Cronograma capilar  – Parte 1

cabeloComo já falei em outros posts, a transição capilar trouxe muitas novidades para a minha rotina de cuidados com meu cabelo. A principal delas foi, sem dúvidas, o cronograma capilar. O cronograma nada mais é do que uma agenda de tratamentos para recuperar os fios ou para mantê-los saudáveis.

É super fácil e os resultados são visíveis a cada semana: força, maciez e crescimento. Convido vocês a conhecer esse processo! Vamos lá?

O querido cronograma

Primeiro, temos que entender os 3 principais pilares do cronograma capilar: hidratação, nutrição e reconstrução.

Hidratação: Eu sempre achei que todos os cremes de “massagem” fossem para hidratação, comprava qualquer um! A hidratação é sim fundamental para todo tipo de cabelo. Essa etapa é responsável por repor a água natural dos cabelos, deixando-os mais macios e brilhosos. É bem fácil, alguns cremes trazem a opção de passar por 3 minutos durante o banho. Outros são mais profundos, 20 a 30 minutos com touca. Frequência: faço2 vezes por semana.

Nutrição: Fase conhecida por ser a mais importante para os cabelos crespos, a nutrição repõe os lipídios, ou seja, oleosidade e gorduras naturais do cabelo. Lembra quando falamos de tipos de cabelo? Os cabelos crespos e cacheados ressecam mais e são facilmente danificados pelo vento, sol, além de químicas. Então, os cremes que tem manteigas e óleos vegetais, combinados com hidratantes, ajudam muito a manter esses cabelos saudáveis. Os cremes de nutrição vêm identificados, eles normalmente têm óleos (óleo de argan, macadâmia, amêndoas, coco, oliva), manteigas (karité, cupuaçu, cacau, abacate) na composição.

Essa etapa traz força e vitalidade e pode ser feita pela umectação, que é nutrição com óleos vegetais puros. É importante saber se o óleo é vegetal puro ou se é mineral. Óleo mineral não traz os mesmos benefícios, geram efeito superficial apenas. Eu gosto muito da umectação noturna: coloco o creme no cabelo de noite e vou dormir. Tiro de manhã e lavo. Frequência: uma vez por semana.

Reconstrução: Esse processo é feito para repor as propriedades naturais da fibra capilar, ou seja, repor massa e queratina dos fios. A queratina é uma proteína que ajuda a formar as unhas e os cabelos, por isso, a reconstrução é importante para restaurar cabelos ressecados, quebradiços e que já foram danificados por processos químicos. Mas, temos que tomar cuidado nessa etapa: muita queratina pode ter efeito contrário. O cabelo fica enrijecido, sem brilho, o pente nem passa. Então pode quebrar com facilidade e não é isso que queremos!

Há duas formas de fazer reconstrução: com máscaras (procedimento igual de hidratação) ou com cauterização com queratina líquida. Eu faço com queratina: lavo o cabelo, passo a queratina, deixo 10 minutos. Volto pro chuveiro e passo por cima uma máscara de hidratação (para amaciar! Cabelo fica muuuuito rígido!) e deixo mais 5 minutos. Depois enxáguo. Frequência: 1 vez por mês.

Esses foram as três fases para montar o cronograma. No próximo post vou montar o meu com vocês!

Beijos,  Bruna Dias

Cuidando do cabelo crespo nos dias frios 

Cuidando do cabelo crespo nos dias frios 

Lembro bem de como eu sofria no inverno quando meu cabelo era completamente cacheado. Falta de brilho, ressecamento e pouca definição: ainda não sei o que mais me chateava. Tinha a mania de molhar o cabelo sempre que podia, e no frio, todo mundo quer distância de água né rs. Não achava/nem procurava tantos produtos para salva-lo nesse período. Hoje, temos  variedade de cremes, além de dicas fáceis pra dar uma luzinha pros cachos. Vou falar sobre duas delas (que aprendi em muuuitos sites legais – vou deixar os links no final) e de produtos que estou curtindo usar. Vamooos!

  1. cabelo.jpgHora do banho!  Tomar banho no frio é um desafio. Lavar o cabelo então dá uma preguiça. Mas você vai dizer: ué, banho quentinho no friozinho é gostosinho. Pra você até é, mas pro seu cabelo não! O coitado fica ressecado, sem brilho. Tudo de ruim, eu percebo logo quando saio do banho a textura estranha. E se você lavar todos os dias, a situação piora: quanto mais a gente lava, mais ressecado ele pode ficar. Felizmente, pra mim, a necessidade de lavar o cabelo no frio diminui significativamente, porque ele parece menos sujo. Ainda bem, ficar com cabelo molhado e gelado ninguém merece, nem ele mesmo. Isso pode deixa-lo ainda mais frágil e quebradiço. A dica que eu acho mais difícil de seguir é evitar água quente no cabelo… mas vamos tentar pelo menos água morna!book-pages-planner-calendar (1)
  2. Sagrado Cronograma Capilar – Ainda não fiz um post só sobre o cronograma porque vivo trocando os cremes – ainda estou na fase de testes – e quero escrever indicando os que eu mais gosto. Mas, ressalto aqui como seguir o cronograma ajudou meu cabelo a crescer. Fiz o bc há um mês, com sete meses de transição, e a impressão que tenho é que metade dele cresceu em apenas um mês. Faço o cronograma tradicional, mas quando encontro um produto que quero testar, às vezes adapto. O que mais gosto é a definição, brilho, maciez e resistência que os cuidados dão ao meu cabelo – e acredito que por isso ele esteja crescendo tão rápido. Aprender sobre os produtos, escolher criticamente, e conseguir apontar “esse serve, esse não serve” é muito bom.Você começa a conhecer seu próprio cabelo. No frio, o cronograma ajuda na manutenção da hidratação e nutrição do cabelo. Nesse inverno estou fazendo mais nutrição do que hidratação, porque o que mais me incomoda é o frizz e a falta de definição. Obs: eu não deixo de fazer hidratação! Faço para não deixar os fios ressecados. Mas, nesse período, estou apostando mais na nutrição. Inclusive a umectação (com óleo de Rícino e de Coco da Salon Line) que é um dos tratamentos que mais gosto de fazer, por garantir uma definição incrível.#dicadoinsta: Na semana passada, estava com a umectação noturna na cabeça, preparada para dormir, quando vi o stories da @sostransitete. Uma dica muito boa para testar: depois da umectação, ainda com o óleo na cabeça, aplicar Yemastrol e deixar agir por 15 minutos. Lavar normalmente e finalizar com Yemasterol. Que definição e brilho! Fiquei apaixonada!Ah, falando em finalizar, alguns produtos me ajudam a segurar o frizz e não deixar o cabelo tão ressecado. Eu gosto muito dos cremes da Seda, principalmente o Ceramidas (aquele rosinha), o gloss da Maria Molinha que dá uma segurada e brilho, e o creme cc cream da Vizcaya (textura muito boa, da pra ver que hidrata bastante e facilita pentear).

E você, como cuida dos cabelos no frio?

Indico leitura: 

Hidratação ou nutrição: qual é o melhor tratamento para o fio crespo? – All things hair

5 Dicas para cuidar do cabelo crespo / cacheado no inverno – Cacheia

Cabelo crespo e cacheado no inverno: dicas para manter os fios bonitos e saudáveis – All things hair 

Como cuidar do cabelo cacheado no inverno – Desventuras de uma cacheada