Conversando sobre: os 5 BCs da Betta

Conversando sobre: os 5 BCs da Betta

Uma das melhores missões do DiasdeCacho é procurar entender a relação das pessoas em transição com o cabelo delas. Esses dias, me surpreendi com a história da Roberta, ou melhor, com as transições da Betta, dona do canal e Instablog Oxente Neguinha.

Mas o que me chamou mais atenção? Ela já fez cinco BCs. Isso mesmo, cinco cortes para tirar química. Hoje ela está na sexta transição, sem pretensões de cortar. Vamos entender melhor essa história?

> De onde vem essa coragem?

– “Minha vontade é tão intensa de saber como meu cabelo realmente é, tenho tanta esperança que um dia me aceitar da maneira que eu sou e ache bonito…Mas tenho a consciência de que talvez não forme a curvatura que eu quero nos meus fios, que pode não ser da maneira que imaginei. Mesmo assim quero saber até onde isso irá! Então a resposta correta para “de onde vem essa força” é determinação e coragem. É dessa curiosidade de poder saber como tudo vai terminar, e também a esperança de, mesmo ainda não gostando do jeito que ele está, sei que um dia ele ficará do jeitinho que ele bem quer e tenho a plena certeza que vou amar tudo isso!

> 5 BCs? Foi preciso isso tudo? Conta um pouco como foi essa experiência!

oxente neguinha3– Sim. Foi preciso! Foi no São João de 2015 quando decidi que entraria em transição, a primeira… fiquei de junho até setembro, só fazendo coque e texturização. Mas, quem disse que eu tive paciência? Dia 5 de setembro de 2015, falei: Mãe, é hoje. Ela respondeu “Hoje o que menina?”E eu disse: Que eu vou cortar meu cabelo! Lá vou eu para o salão, a moça perguntou se poderia cortar tudo. Eu respondi que sim. “Tem certeza?” Respondi que sim novamente e ela começou a fazer o meu big chop.

Betta conta que a mãe dela não acreditou que ela tinha tido coragem de cortar tudo de uma só vez. Comentou no salão e continuou falando quando chegaram em casa. Aquilo deixou Roberta pra baixo.

– Já é um procedimento difícil, você ainda não tem apoio de quem você mais espera… No sábado eu tinha um trabalho fotográfico para fazer (eu era a modelo) e ela questionando como seria, pós BC. “Você vai assim?” Na época Beleza Natural estava super em alta. Adivinha ? Fui linda e plena achando que iria resolver meu pepino. Só fez piorar porque alisou tudo, dois dias depois eu coloquei mega hair, quando eu tirei, tava só o caco o cabelo.

oxente neguinha2Cortei novamente, meu segundo BC, e até então eu não parava de relaxar a raiz, na ilusão de que meu cabelo só iria ficar bom assim. Tinha a mania de ir tirando as pontas do meu cabelo, porque alisava e ficava ralo. Teve um dia que eu cortei demais, desproporcional, entrei em prantos e quis botar tranças achando que iria melhorar. Mas quando eu tirei, estava do mesmo jeito… fiz novamente BC. Repeti esse processo de tirar tranças, cortar e alisar até o quinto e último BC.

>E agora, parou? 

Há sete meses não uso nenhum procedimento químico.  Atualmente coloquei tranças boxbraids e vou ficar assim por tempo indeterminado, até me resolver com meu “amorzinho”!

==

Que missão, heim, gente?! Mas vale a pena! Acompanhe a transição de Betta pelo Instagram dela! Vou repetir aqui: Oxente Neguinha | Ela também fotografa: @bettafotografias . 

Beijos,

Bruna Dias

 

Anúncios
Nota sobre meu bigchop

Nota sobre meu bigchop

Ontem eu e meu cabelo completamos 365 dias curtinhos. Isso mesmo, fiz um ano de bigchop. Já falei tanto sobre ele, que decidi escrever só uma declaração. A transição é uma escolha feliz e sofrida. E a decisão do grande corte também. Ninguém deve se sentir pressionado a fazê-lo, bem como ninguém deve ser obrigado a entrar em transição.

O bigchop, pra mim, foi tudo aquilo que disseram: uma vontade, uma libertação, a melhor coisa que fiz durante toda transição. Com apenas 6 meses, já parecia impossível viver com duas texturas.

Hoje vejo como meu cabelo cresceu muito mais rápido depois do corte e como eu consegui cuidar melhor dele. O principal é olhar no espelho e não precisar me preocupar com as partes lisas. O bigchop é como aquela imagem que todas as meninas em transição já devem ter visto: você tira tudo que cobre você e, de repente, você floresce.

Bom bigchop para todas que decidirem que é a hora. Um ano depois não tenho vergonha de admitir que fui corajosa.

Beijos,

Bruna Dias

“Pude ver que o que me deixa bonita não é só o cabelo”. Saiba mais sobre a transição da Deyse!

“Pude ver que o que me deixa bonita não é só o cabelo”. Saiba mais sobre a transição da Deyse!

deyse

Hoje vamos falar da transição da Deyse dos Santos. São cachos tão lindos que vocês PRECISAM ver: @deyse_dossantos.

Deyse passou 4 meses na transição. Decidiu entrar na transição porque não aguentava mais ser “escreva” da chapinha e dos relaxamentos. O cabelo estava pedindo socorroooo. E a autoestima de Deyse também. Com a palavra:

Pensei várias vezes em desistir, ouvi críticas e até conselhos para alisar de novo. Essa é a minha segunda transição capilar, a primeira eu acabei ouvindo os “conselhos” mas, enfim, tive o apoio do meu namorado, da minha melhor amiga que também fez bc, conta.

deyse1O Big Chop

“No início muitos não entenderam porque meu cabelo estava daquela forma. Quando eu cortei, me chamaram de doida, disseram que preferiam meu cabelo alisado, mal sabiam que aquela tal forma não me deixava bem.

Logo quando cortei, me senti bem. Mais bonita, com um cabelo prático, eu pude ver que o que me deixa bonita não é só o cabelo, mas o sorriso no rosto e a certeza de que eu não poderia mais me preocupar com a chuva, com um fio fora do lugar.

Hoje eu me dedico total aos meus fios e cuido com amor, não me arrependo de ter cortado, me arrependo de ter desistido na primeira vez”.

Inspirações

“Minha maior inspiração foram muitas mulheres que passaram pela mesma situação. Pensei que iria ficar desesperada pro cabelo crescer, mas pelo contrário, eu curti cada mês, cada centímetro, pois cabelo cresce rápido e não queria apressar ele.

As redes sociais formam uma peça chave. Vou lhe dar um dica infalível: TENHA PACIÊNCIA! Siga pessoas que estão no mesmo objetivo que você, se apegue aos que te apoiam”.

 

Essas foram as palavras da Deyse! Lindas né ?! Me manda sua história também! É só mandar um oi clicando aqui! ❤

Beijos, Bruna  Dias