Minuto em Dia: Co-Wash

Minuto em Dia: Co-Wash

BOXBRAIDS (2).png

No último post falei sobre como funciona o Co-washtécnica em que não se usa shampoo para lavar o cabelo, apenas condicionador. Hoje vou contar qual produto escolhi para começar o co-wash. Existem muitos no mercado, apesar de não ser super fácil ainda encontrar nas farmácias. Fui em umas três até achar  o que eu queria, que é Co Wash Cachos Perfeitos da Bio Extratus. A linha desse condicionador conta ainda com outros produtos desenvolvidos pra quem segue as técnicas de Low Poo e No Poo.

Mas, o que tem de tão bom nesse condicionador? Várias coisas boas: baobá, karité, coco e microqueratina vegetal.  Não tem parabenos!

o que achei

cowash

O Produto: 

O condicionar é transparente e isso foi uma surpresinha de cara hahaha. A textura é consistente, mas ele não pesa nos fios. Faz pouca espuma, não precisa colocar muito produto no cabelo, ele é assim mesmo.

Eficácia: 

Limpa bastante! Meu cabelo fica um tico ressecado no final, mas a sensação é de que limpou mais que um shampoo normal. O que me surpreende é que logo que eu saio do banho e balanço a cabeça, meus cachos ficam super definidos. Normalmente o shampoo normal resseca tanto que isso só acontece após passar condicionador, pra dar aquele efeito desmaia cabelo. No caso do co-wash, eu só preciso finalizar o cabelo depois de lavar.

Duração da limpeza: 

Mesmo usando alguns cremes para finalizar, não estou sentindo aquela necessidade de lavar o cabelo. Você sabe do que estou falando, né?! Quando o cacho nem quer mais formar por causa da sujeira. Também estou sentindo o cabelo menos ressecado durante o dia e até menos oleoso na raiz. Ou seja, algumas partes do cabelo já conservam os cachos por mais tempo durante o dia. Ainda tenho problemas na frente, que ressaca facilmente e perde a textura dos cachos 😦

Por fim, eu indico o condicionador e a técnica. Vou continuar fazendo o mês todo para ter certeza dos efeitos, mas já estou curtindo! Aliado a isso, continuo com as hidratações, nutrições e restaurações. Vamos crescer saudável, cabelinho!

Dúvidas ou sugestões, me manda uma mensagem!  Ou deixa um recado aqui!

Um beijo, Bruna Dias 

Anúncios
Você sabe o que é Co-Wash?

Você sabe o que é Co-Wash?

BOXBRAIDS.png

Voltei, agora pra ficar! Fiquei um tempo afastada do blog, de mal com meu cabelo. Mas, ainda bem que tudo passa, não é mesmo?! Cá estou eu. O motivo da DR foi a secura. Meu cabelo resolveu tornar nossa relação áspera. Sem conversa, eu podia passar o que fosse, hidratação daqui, nutrição de lá. Algumas pessoas me disseram que a gente precisava de uma reestruturação capilar. Fizemos o teste de porosidade: cara, só podia ser isso! Olha, tentamos, mas ainda assim não deu muito certo.  Eu queria me separar. Eu queria cachos definidos.

Eis que lendo e relendo vimos uma técnica que poderia ser a solução dos problemas: o Co-Wash existe e taí pra ser feito. Vou testar por um mês e mostrar os resultados. Mas afinal, como isso funciona?

Resumindo, o Co-Wash é uma técnica em que não se usa shampoo para lavar o cabelo. Pode parecer bem estranho, porque a sempre cresce aprendendo que o shampoo é o que limpa os fios. Na verdade, no Co-Wash quem vai limpar o cabelo será o condicionador. Isso porque os shampoos tradicionais que a gente usa têm algumas substâncias que ressecam muito o cabelo, como o sulfato.

É só imaginar que o shampoo limpa tanto, tanto, que tira a oleosidade natural do cabelo!

Resultado de imagem para omg gif

Minha luta: Sou neurótica com lavagem, sempre que posso lavo. Daí vira uma guerra. cabelo resseca com o shampoo, produz mais oleosidade e em menos tempo eu já tenho vontade de lavar de novo!

Mas e esse condicionador aí? Vai lavar?

Sim. O condicionar vai fazer uma limpeza não tão agressiva, então não vai retirar a oleosidade natural do cabelo. O resultado é que os fios não ficam ressecados e os cachos ficam mais definidos, com menos frizz.

Pode dar ruim? Sim!

Não vai ser qualquer condicionador que vai limpar o cabelo. A gente sabe como fica quando passa só condicionador, acaba acumulando oleosidade. O condicionador não pode ter petrolatos (parafina ou óleo mineral), nem silicone.  Os produtos liberados normalmente tem indicação na embalagem, mas vale ler o rótulo também, até pra saber se eles possuem agente limpante.

Eu ainda não testei, então pedi ajuda pras experts no assunto. De acordo com o blog Mulheres Divando, por exemplo, essa técnica não é tão indicada pro pessoal que tem a raiz oleosa, ou alguma doença tipo seborreia, porque o condicionar na raiz pode piorar a oleosidade. O indicado é usar um shampoo (de preferência livre das substâncias “ruins”). Eu gosto muito do shampoo low poo Cachos Sim, da Haskell. A Arylle Barros do @cacheiamiss e a Mafê Souza @souzamafe não se deram bem com a técnica porque sentem a oleosidade pesar 😦

Como lavar:  Na hora de lavar, vai só o condicionador mesmo: molha o cabelo por um tempo, deixa bem molhado, depois passa condicionador para co-wash e não precisa esfregar. Enxágue. Se precisar, pode utilizar outro condicionador diferente para fechar as cutículas, se você sentir que ficou seco. Se achar que ficou oleoso, talvez seja legal usar um shampoo liberado na raiz e ir se adaptando. Eventualmente a oleosidade vai pesar e talvez tenha necessidade de usar um shampoo normal. O importante é ir diminuindo a quantidade de substâncias que ressecam o cabelo.

Vou testar o condicionador Co-Wash da Bio Extratus e digo como senti a primeira lavagem. É isso, vamos ver se recupero essa relação!

Um beijo, Bruna  

Testando! Diva de Cachos da Niely

Testando! Diva de Cachos da Niely

nielyOláaa! Na semana passada, uma amiga me deu um sache da linha Diva de Cachos da, Niely Gold, que ela ganhou no Rock in Rio. Foi amor à primeira vista, quer dizer, primeiro uso. Veio um pouco da Gelatina Mix e do Creme de Pentear Turbinado. A ideia é juntar os dois, e eu amei o resultado! Comecei então a busca pelos cremes hahaha e não encontrei. Ganhei os dois da Ana Mello e da Sheila Albuquerque, que trabalham na mesma empresa que eu, e que participaram de um evento da L’Oreal.

O resultado: A misturinha da primeira vez fez aquele efeito durinho no cabelo, que molda, mas sem ressecar. Da segunda não senti muito esse efeito (não sei porquê), mas continuei gostando. Decidi sair um dia só com a misturinha e ela segurou o dia todo, resultado que eu só consigo com vários cremes na cabeça. Em determinado momento, achei o cabelo ressecado, mas a poeira e a sujeira de um dia inteiro faz isso. Meu cabelo não ficou melecado, o cheiro é muito bom e os produtos não pesaram. Achei incrível o poder de modelar e dar volume da gelatina, ela ainda tem protetor solar. Não fiz a misturinha meio a meio, coloquei mais creme de pentear para não ficar com aspecto ressecado ao secar.

Na farmácia só encontrei a linha Soft Poo (que tem  embalagem rosa). Pesquisando mais, me assustei com a quantidade de produtos, as linhas são bem completas, contam com cremes de pentear (versão Turbinado e Pop), shampoo, gelatina, óleo e um “ampolão”. O valor do creme e da gelatina é uns R$ 12,00 mais ou menos.  A gelatina é liberada pra No Poo, os cremes são liberados para Low.  Alguns dos produtos tem  D- Panthenol, Karité, Argan, óleo de coco e Macadâmia.

Esse lançamento da Niely é recente e é voltado para os tipos 3abc e 4a. Acho que para tipos 2abc os produtos podem “pesar” nos fios. Como acho que meu cabelo está entre 3b e 4a,  o resultado foi um dos melhores que já tive com gelatinas e cremes.
É isso! Obrigada aos envolvidos rs ❤
Beijos, Bruna
OH Yamasterol

OH Yamasterol

Todo mundo sabe que o Yamasterol está  entre os cremes mais queridinhos das brasileiras. Lembro muito bem da embalagem e do cheiro, que me remetem na mesma hora à minha infância cacheada rs
Voltei a usar o Yamasterol Amarelo depois que cortei o cabelo. Não via muita diferença, achava muito ralo, mas hoje consigo aliar a outros cremes e gelatinas e adoro o resultado.

De acordo com a Yamá, marca do creme, ele hidrata, protege, desembaraça e dá brilho aos fios. Desses superpoderes, o que eu mais sinto no Amarelinho é a facilidade em pentear (desembaraça mesmo). Isso porque ele é composto de Babosa e D-Pantenol, então não faltam componentes hidratantes e vitaminas antioxidantes dentro daquele potinho fofo. O que não tem mesmo é silicone e óleo mineral.

O Yamasterol está há anos no mercado, desde 1967, com preço super acessível e resultado visível! É multifuncional! Vou falar sobre algumas formas de usar abaixo, mas, por enquanto, só testei como leavin-in e na umectação.

❤ ❤ ❤

Creme para pentear (leave-in) 

É o jeito que eu mais uso. Não precisa de enxague, só aplicar e deixar agir como um creme de pentear mesmo pra segurar o frizz e dar brilho.

Umectação

Para fazer umectação com Yamasterol é só misturar ele com algum óleo. Eu já usei para tirar a umectação. Amei o resultado e expliquei neste post.

Máscara de tratamento

Substitui o creme de tratamento por Yamasterol! Simples assim.

Pré-shampoo

Outra forma de usar o Yamasterol é antes de lavar o cabelo. É a técnica chamada pré-poo. Serve para proteger o cabelo do ressecamento das lavagens. Para fazer, tem que passar o produto um dia antes e lavar e deixar agir, sem enxaguar. Depois lava normalmente.

Condicionador

Dá para usar após o shampoo também, como condicionador. A textura rala deixa o cabelo bem levinho.

Não tem desculpa pra não incluí-lo no cronograma. Tudo isso bem baratinho, comprei o de 200g por R$ 4,99. Existem outros da família: hoje comprei o rosinha (queratina) de 200g por R$ 4,80 e o branco com tampa azul (Yamasterol Proteína Hidrolisada) 90g saiu por R$ 2,80. Depois conto o que achei!

E você, já testou todos? Me fala 🙂

Beijos, Bruna Dias

Testando! Santo Black Poderoso – Embelleze

Testando! Santo Black Poderoso – Embelleze

Se tem uma coisa que eu fiz na transição capilar foi testar produto novos. Alguns deles mudaram o efeito depois do Big Chop e eu precisar testar novamente.
Essa semana comprei o Santo Black Poderosos, ainda não tinha usado nada da Família Meus Cachos, da Novex/ Embelleze.

Vamos lá:

Consistência: não achei pesada, nem muito leve. Achei ideal ❤️

O Prometido: “Trago o brilho amado, afasto as pontas duplas, desfaço nós, curo frizz”, em 3 minutos. Liberado.

Matéria prima: feito com óleo da semente de Baobá (ainda não conhecia). Uma matéria prima de origem africana, composta de diversas vitaminas (uhuuul)

Cheiro: docinho, docinho, mas não enjoativo

Preço: 400g – R$ 12,00

O que achei: Gostei muito da textura, por não ser pesada. Cremes pedados perdem muuuitos pontos comigo.

Percebi que os cachinhos enrolaram ainda mais e o cabelo ficou brilhoso e cheiroso! Sério, um super creme pra quem quer um black MACIO e VOLUMOSO (coloca volume nisso, parece até que o cabelo cresceu mais!). Tive um day after bem diferente, o volume continuou e os cachos não desmancharam – dorme com touca de cetim.

Senti um pouco de queda, mas bem pouco durante a lavagem e não posso dizer que foi exatamente por causa do creme. Já até parou.

Estou ansiosa para usar a linha completa! Recomendo! 🤗